Cancro da próstata

Doença metastática

Cancro da próstata metastizado

O cancro da próstata pode alastrar para outros órgãos ou para os gânglios linfáticos fora da região pélvica. Isto é chamado doença metastática. Os tumores noutros órgãos ou gânglios linfáticos são chamados metástases. O seu médico pode recomendar o tratamento da doença metastática com hormonoterapia.

É importante que compreenda que a doença metastática não pode ser curada. Em vez disso, o seu médico tentará atrasar o crescimento do tumor e das metástases. Isto dar-lhe-á a possibilidade de viver mais tempo e com menos sintomas.

Esta secção aborda diferentes formas de hormonoterapia, que deverá discutir com o seu médico.

Esta é informação geral, que não é específica para a suas necessidades individuais. Lembre-se que as recomendações individuais podem depender do seu país e do sistema de saúde.

O que é o cancro da próstata metastizado?

Se o cancro da próstata metastizar, geralmente alastra para os ossos ou para a coluna. Num estádio mais avançado, o cancro da próstata pode também alastrar para os pulmões, fígado, gânglios linfáticos distantes e para o cérebro (Fig.1). A maioria das metástases provocam uma subida do antigénio específico da próstata (PSA) no seu sangue.

As metástases na coluna podem causar sintomas como dor intensa nas costas, fraturas espontâneas, compressão dos nervos ou compressão da medula espinhal. Pode também ser assintomáticas. Em casos raros, as metástases nos pulmões podem provocar tosse persistente.

A imagiologia pode ser usada para detetar as metástases. As metástases ósseas podem ser visualizadas na cintigrafia óssea. Uma TAC pode ser aconselhada para obter mais informação detalhada sobre as metástases ósseas, ou para detetar metástases no fígado, pulmões ou cérebro.