• Go to:

A incontinência urinária pode ser uma situação embaraçosa que conduz ao isolamento, afetando a sua saúde física e psicológica. Apesar de não ser uma situação de risco de vida, tem geralmente um impacto negativo na sua qualidade de vida. A incontinência pode afetar a sua vida social, o seu trabalho e a sua vida sexual. É causadora de desconforto físico e emocional, podendo conduzir a uma baixa autoestima.

A incontinência urinária pode fazê-lo sentir-se impotente. Perder urina involuntariamente num local público pode ser perturbador e embaraçoso. Isto pode levar a um medo de sair de casa e a uma sensação de isolamento que o impede, e aos seus familiares, de disfrutar plenamente da vida.

Existem diversas causas de incontinência. Algumas podem ser curados e outras podem ser geridas. As atitudes sociais relativamente à incontinência urinária pode torná-la um assunto difícil de conversar, mesmo com os amigos mais próximos. Procurar ajuda profissional pode ajudar psicologicamente, permitindo lidar melhor com a situação.

Como posso obter ajuda?

Existem médicos e enfermeiros especializados que podem ajudá-lo com o seu problema de incontinência. Os profissionais de saúde estão disponíveis para o ajudar a encontrar uma solução para o seu problema de incontinência. Não tenha receio de pedir ajuda.

Como lidar com a incontinência na minha vida quotidiana?

Mudanças gerais de estilo de vida podem ajudá-lo a gerir os sintomas e a melhorar a sua qualidade de vida. Siga os conselhos do seu médico ou enfermeiro.

Tente assegurar-se de que sabe sempre onde fica a casa de banho mais próxima. Nunca tenha medo ou se sinta embaraçado por perguntar onde é a casa de banho quando está fora de casa.

Planeie esvaziar a sua bexiga a cada 2 a 4 horas e antes de ir para a cama à noite. Instalar uma luz noturna e barras de apoio na casa de banho pode prevenir quedas quando vai com urgência à casa de banho.

Existem diversos produtos para ajudar a conter as perdas de urina, como pensos, coletores urinários e dispositivos externos. Discuta com o seu médico ou enfermeiro que tipo de produto de continência melhor se ajusta às necessidades do seu estilo de vida.

Há muitos pensos absorventes para ajudar a gerir as perdas de urina. Existem produtos diferentes para homens e mulheres. A maioria dos produtos não são mais volumosos que a roupa interior normal e pode usá-los facilmente sob a roupa de uso diário. Os pensos absorventes para a incontinência são diferentes dos pensos menstruais, pergunte se não estiver seguro sobre qual o produto a utilizar. Mude frequentemente o seu penso para manter a zona das virilhas limpa e tão seca quanto possível. Isto vai ajudar a prevenir a irritação cutânea e a controlar o odor.

Os pensos estão geralmente disponíveis nas farmácias, supermercados e lojas de artigos médicos.

Os homens que têm problema com os pingos de urina podem usar um coletor urinário, ou um penso pequeno. Os coletores urinários são usados sobre o pénis e mantidos no lugar pela sua roupa interior. Os homens também podem optar por usar um dispositivo adesivo externo, sobre o pénis, ligado a um saco de perna e usado debaixo das calças.

Como posso lidar com a incontinência no trabalho?

Pode ser desgastante ter de trabalhar enquanto está preocupado com a sua incontinência. Há certos cuidados que poderá ter e que o podem fazer sentir-se com mais controlo e menos preocupado:

  • Assegure-se de que tem bastantes pensos de boa qualidade no trabalho
  • Invista em produtos para prevenir o odor. Informe-se com o seu médico ou farmacêutico
  • Use o seu perfume favorito. Não irá prevenir o odor, mas fá-lo-á sentir-se melhor
  • Evite beber em demasia durante as horas de trabalho
  • Evite bebidas com cafeína
  • Se estiver numa reunião, beba apenas golos de água e não chávenas de café ou chá
  • Tente ir à casa de banho antes de sentir a bexiga cheia. Estar de pé com a bexiga cheia pode levar a perdas de urina.
  • Tente ir à casa de banho a cada 3 a 4 horas
  • Vista roupas de cor escura. Roupas de cores claras podem evidenciar manchas mais facilmente
  • Tenha uma muda de roupa no trabalho
  • Se recomendado pelo seu médico, tente fazer exercícios dos músculos do pavimento pélvico durante as horas de trabalho

Como posso lidar com a incontinência quando vou viajar?

Viajar, principalmente longas distâncias, pode ser difícil quando se sofre de incontinência urinária. Para viajar mais confortavelmente:

  • Tente reservar um lugar perto da casa de banho em comboios ou aviões
  • Quando viajar de carro, planeie intervalos para ir a casa de banho durante a viagem
  • Experimente sentar-se em almofadas para prevenir vibrações
  • Evite beber demasiado, especialmente café, álcool e chá, imediatamente antes de viajar
  • Use roupa larga para conforto
  • Use pensos de proteção se necessário

Como é que a incontinência urinária afeta a minha vida sexual?

Pode ser difícil sentir-se atraente e confiante quando nem sempre sente que controla o seu corpo. O medo de ter perdas de urina durante as relações sexuais pode levar a evitar a intimidade. Baixa autoestima, depressão ou ansiedade relacionadas com a incontinência também podem afetar a vida sexual. A comunicação é essencial. Caso contrário, poderá ver-se privado de afeto e carinho quando mais necessita. Discuta os seus desejos e necessidades com o seu parceiro. Poderá também ponderar participar em grupos de ajuda locais para ter ajuda e apoio na resolução das dificuldades pelas quais está a passar.

Como é que um cateter afeta a minha vida quotidiana?

A vida pode ser difícil quando a sua bexiga deixa de funcionar corretamente. Por vezes pode ser necessário ter um cateter para prevenir as perdas de urina. Pode aprender como usar um cateter intermitente para esvaziar a sua bexiga a cada duas horas. Noutros casos, poderá ser necessário ter uma algália permanente. Leia as sugestões práticas sobre trabalho e viagens nas secções acima.

Ter um cateter não significa necessariamente que não possa ser sexualmente ativo/a. Homens e mulheres podem ter relações com uma algália colocada. No homem, o tubo pode ser dobrado para trás e dobrado junto ao pénis, e pode ser colocado um preservativo para ajudar a mantê-lo nessa posição. Na mulher, o tubo pode ser colado com adesivo à coxa para não interferir com a atividade sexual; certifique-se que o tubo não está bloqueado.