• Go to:

A colocação de fita suburetral ou sling é o tratamento cirúrgico padrão para a incontinência urinária de esforço na mulher. Os slings dão suporte aos músculos do pavimento pélvico e ajudam a uretra a resistir melhor à pressão da bexiga quando está cheia. Os slings são colocados debaixo da uretra para a suportar. Existem vários tipos, dependendo:

  • Do material. Os slings podem ser sintéticos ou feitos de tecido humano ou animal.
  • Da forma. Os slings podem variar em comprimento e largura.
  • A forma como se ligam aos tecidos do organismo.

O tipo de sling recomendado para si depende da sua situação particular e das suas necessidades. Também depende da disponibilidade dos diferentes tipos de slings no seu hospital e na experiência do cirurgião com os mesmos.

Como são colocados os slings?

O procedimento é realizado sob anestesia local ou locorregional mas nalguns casos pode ser recomendada anestesia geral. Primeiramente o seu médico introduz um cateter para ter a certeza que a bexiga está completamente vazia durante a cirurgia.

Seguidamente o médico realiza uma incisão na parede anterior da vagina para inserir o sling. As duas pontas do sling são posicionadas de ambos os lados da uretra (de forma a que o sling fique com a forma de uma rede). Finalmente, as pontas do sling são ligadas aos tecidos do organismo. Nos slings retropúbicos as pontas são ancoradas acima do osso púbico. Nos slings transobturadores, as pontas são ligadas aos tecidos na região da virilha. (Fig. 1a, Fig. 1b).

Fig. 1a: Sling feminino retropúbico.
Fig. 1a: Sling feminino retropúbico.
Fig. 1b: Sling feminino transobturador.
Fig. 1b: Sling feminino transobturador.

Quando devo considerar colocação de um sling?

A colocação de sling é o tratamento mais frequentemente recomendado no tratamento da IUE. Os slings melhoram a IUE em 85 a 90% dos casos. Se a cirurgia for bem-sucedida, o efeito é geralmente duradouro. Se tiver incontinência urinária mista o seu médico pode também recomendar esta cirurgia. Atendendo a que esta cirurgia se destina apenas a tratar sintomas de IUE, pode ser menos eficaz neste caso.

Como me preparo para o procedimento?

Antes da cirurgia o seu médico irá solicitar uma amostra de urina para se certificar de que não tem uma infeção urinária. Se tiver uma infeção, o seu médico poderá prescrever antibiótico antes, durante e após a operação.

O seu médico fará recomendações com maior pormenor sobre como se deve preparar para o procedimento. Se precisar de anestesia geral, não deverá comer beber ou fumar durante as 6 horas antes da cirurgia. Se estiver a tomar medicação prescrita, fale com o seu médico. Poderá necessitar de parar a medicação alguns dias antes da cirurgia e recomeçar quando o médico indicar.

Quanto tempo vai demorar até retomar as minhas atividades diárias?

Geralmente, o seu médico retirará o cateter nas primeiras 24 horas após a cirurgia e acompanhará a sua recuperação. Em geral poderá sair do hospital no dia seguinte ao procedimento. Se tiver problemas a urinar ou um resíduo pós-miccional elevado, poderá ter que ficar mais tempo. A duração recomendada do internamento varia nos diferentes países.

Após qualquer cirurgia, o seu corpo precisa de tempo para recuperar totalmente. Pode levar até um mês para a ferida cicatrizar completamente. Durante este período poderá ter dor na região pélvica, ou sentir dor quando urinar. Pode também ter corrimento vaginal. O seu médico pode prescrever medicação para ajudar nestes sintomas.

Recomendações para as 4 a 6 semanas após a cirurgia:

  • Beber 1-2 litros por dia, especialmente água
  • Não levantar pesos superiores a 5 quilos
  • Não fazer qualquer exercício físico pesado
  • Tomar duche em vez de banho de imersão
    •Evitar banhos termais ou sauna
  • Adaptar a sua dieta de forma a prevenir a obstipação
  • Evitar penetração vaginal

Deverá consultar o seu médico ou recorrer ao hospital de imediato se:

  • Tiver febre
  • Não for capaz de urinar
  • Tiver uma perda intensa de sangue ou se tiver dor intensa
  • Reparar que a ferida começa a sangrar ou a deitar um líquido transparente, ou se doer.

Vantagens

  • Elevada probabilidade de cura da incontinência urinária de esforço
  • Solução a longo prazo
  • Procedimento minimamente invasivo
  • Recuperação rápida

Desvantagens

  • Risco de lesão ou perfuração da bexiga
  • Risco de lesão da uretra
  • Risco muito baixo de lesão dos intestinos ou dos vasos sanguíneos na região pélvica
  • Risco de retenção urinária temporária após a cirurgia
  • Risco de infeção urinária
  • Risco de sentir dor durante as relações sexuais
  • Risco de obstrução do sling
  • Risco muito baixo de erosão do sling na uretra ou na bexiga